SENHORES USUÁRIOS, INFELIZMENTE, O SITE NÃO ACEITA MAIS NOSSAS POSTAGENS E RETORNA MENSAGENS DE ERRO. EM RAZÃO DISSO, MUITOS PACIENTES NÃO TÊM RECEBIDO A ORIENTAÇÃO DE QUE TANTO NECESSITAM. JÁ CONTATAMOS OS TÉCNICOS DA EMPRESA RESPONSÁVEL, MAS ELES NÃO PUDERAM SOLUCIONAR O PROBLEMA. POR ESTE MOTIVO, ESTAMOS MUDANDO DE SITE. INFORMAREMOS O ENDEREÇO, ASSIM QUE O NOSSO NOVO FORUM ESTIVER NO AR. PEDIMOS DESCULPAS A TODOS. Paulo Benevento. Diretor jurídico da Rede Feminina de Combate ao Câncer do Estado de São Paulo.

Tags: direito cancer direitos
09/06/2009 23:52
De: MARIA CRISTINA
IP: 189.68.42.166

CA DE MAMA E APOSENTADORIA

Boa noite Dr. Paulo.
Em março de 2007 iniciei tratamento contra um Câncer de Mama, detectado na mama direita, localmente avançado. Fiz quimioterapia antes da cirurgia( 4 sessões ). Operei em 20.06.07. Necrozou e após cicatrização fiz mais 4 sessões de quimioterapia com outra droga e após isso, radioterapia. Atualmente tomo Tamoxifeno que é um anti hormônio. Tenho que tomar por cinco (5 ) anos. Nessa cirurgia foi retirada toda a mama e esvaziaram a axila, ou seja, tiraram os gânglios linfáticos. Devido a isso não posso me expor a esforços físicos nem a ferimentos no braço direito pois pode haver linfedema(inchaço) muitas vezes irreversível e infecções se ferir-me. Sou destra e tenho muita dificuldade por isso. Tenho doficuldade até na higiene pessoal. Recebo ao auxílio doença desde então, porém gostaria de saber se consigo me aposentar, inclusive antes de obter alta da perícia, uma vez que na última perícia, feita por um PEDIATRA, me deu 2 meses apenas de prorrogação.  Sou comerciária e trabalhava em uma lojinha de R$ 1,99 que era da família, porém, por causa da doença, tivemos que vender a loja e não tenho mais onde trabalhar. Para arrumar um emprego, acredito que terei muita dificuldade, inclusive por causa de minha idade(49anos). Nem de empregada doméstica posso trabalhar por não ter força no braço e sentir dores.Preciso de uma ajuda e uma orientação.Antes de trabalhar como comerciária, trabalhei 18 anos em um banco. O que posso fazer? Obrigada.
Nome: Maria Cristina
01/09/2009 13:53
De: Célia (celiaregina_132@ig.com.br)
IP: 187.10.196.199

Seguro de vida

Boa tarde
Sou funcionaria publica do estado de São Paulo a 10 anos,contrai cancer de mama extrai a mama a esquerda, fiz esvazimento da axila e estou fazendo quimioterapia E gostaria de saber se posso pedir a aponsentadoria e tambem tenho dois seguros de vida gostaria de saber se posso receber seguro de vida ja que em uma das apolice consta invalidez permanente ou total por doença ou  acidente e na outra (de outra seguradora) so acidentes pessoais E se possivel como faço para receber isso.
Obrigada
04/04/2009 16:46
De: Paulo Benevento
IP: 201.74.30.216

Re: Direitos para portadores de câncer.

Cláudia,
Para conseguir a  isenção de impostos é preciso que você comprove algum tipo de limitação que justifique a compra de um veículo adaptado.
Um abraço.
Paulo Benevento
Diretor Jurídico da Rede Feminina de Combate ao Câncer do Estado de São Paulo.
14/02/2009 16:03
De: Ana Paula da Conceição Paulino
IP: 201.5.217.97

Mama

olá, quais os sintomas da displasia, o qual remédio é indicado?
Os seios enchados muito doloridos podem ser o mal uso de sutiãn, ou algun problema muscular?
Uma redução de mama pode deixar os braços grosos
15/04/2009 17:25
De: Paulo Benevento (paulobenevento@aasp.org.br)
IP: 201.13.83.210

Re: Seguro complementar de vida

José Roberto,
Vale o que está estipulado na apólice. Resta saber se há invalidez total. Caso você esteja aposentado por invalidez, a prova desta circunstância é mais fácil. Lembrando que a seguradora exigirá perícia, com absoluta certeza.
Um abraço.
Paulo Benevento.
27/01/2009 13:54
De: Paulo Benevento (paulobenevento@aasp.org.br)
IP: 201.74.30.216

Re: Se meu marido tem direito a ficar insento aprestação de uma casa , pela caixa enconomica federal? a 25 anos atraz

Maria,
O paciente acometido pelo câncer tem direito à quitação das prestações dos imóveis adquiridos pelo sistema Financeiro da Habitação. Mas, veja só. Quando o financiamento é feito, geralmente, a composição da renda, para que a CAIXA libere o financiamento é repartida entre os membros da família. A quitação só atinge a parcela da renda declarada pelo paciente, assim, por exemplo, se na hora do financiamento, seu marido não possuía renda suficiente, mas você ou um filho ajudaram na composição da renda, a quitação abrangerá somente a parcela de seu marido. Deixe-me ver se fui claro. Na hora de financiar, às vezes a renda do mutuário é insuficiente. Nesse caso, costuma-se compor a renda necessária com a ajuda de familiares. Por exemplo, seu marido pode ter composto 80% da renda e você, os outros 20%. Nesta hipótese, a quitação será de 80% do valor do financiamento. Será que fui claro. Se tiver dúvidas, estou à disposição. e-mail: paulobenevento@aasp.org.br.
Um abraço.
Paulo Benevento.
Diretor Jurídico da Rede Feminina de Combate ao Câncer do Estado de São Paulo.
Diretor Jurídico da Rede Feminina de Combate ao Câncer de São Caetano do Sul.
paulobenevento@aasp.org.br
www.almeidabenevento.wordpress.com
11 4043-3620
01/06/2009 11:54
De: Paulo Benevento (paulobenevento@aasp.org.br)
IP: 201.74.30.216

Re: Cancer de mama

Laércio,
Os benefícios previdenciários dependem sempre de contribuição. Ela não tem direito à aposentadoria, mas pode ter direito a algum benefício assistencial. Caso comprove renda, por membro da família (por cabeça), inferior a um quarto do salário mínimo, poderá requerer o BCP - Benefício de Prestação Continuada, que equivale a um salário mínimo mensal.
Fico à disposição para mais esclarecimentos.
Paulo Benevento.
12/05/2009 18:51
De: Heliane
IP: 189.59.35.4

Cancer de Mama

Ha 4anos e oito meses que sou titularizada em uma função (comissionada), entretanto foi feito uma reestruturação na empresa e tiraram a comissão e eu estando de férias e em tratamento por 5 anos de câncer de mama. Pergunto:
Em tratamento pode uma instituição diminuir o salário?.
-Estou pedindo a aposentadoria por tempo de serviço (tenho direito integral?) , ha 30 anos que pago mais pela idade (50 anos) pela  expectativa de vida não tenho tireito de receber a aposentadoria integral e que toda vida paguei para receber o teto Maximo. como é que faço neste caso?
02/02/2009 00:03
De: Paulo Benevento (paulobenevento@aasp.org.br)
IP: 201.74.30.216

Re: Auxílio doença

Olá, Williany.
Quais exames ela precisa fazer e em que cidade e bairro ela reside?
Na verdade, se ela não tem codições financeiras, para pagar pelos exames, pode se valer da rede pública de saúde. Os Centros de Alta Complexidade em Oncologia são obrigados a realizar quaisquer exames, gratuitamente. O problema é a demora: meses, às vezes! Caso o hospital se negue a realizar os exames ou marque para uma data distante, é possível propor uma ação judicial e agilizar o procedimento.
Aguardo mais informações.
Um abraço.
Paulo Benevento.
Diretor Jurídico da Rede Fem. de Combate ao Câncer do Estado de São Paulo.
Advogado especialista em Saúde Pública e suplementar.
e-mail: paulobenevento@aasp.org.br
site: www.almeidabenevento.wordpress.com
Tel.: 11 4043-3620
21/07/2009 11:53
De: Eliane Damásio
IP: 201.74.30.216

Isenção de IPI - câncer colorretal

Dr. Paulo, boa noite!
Faço contato por e-mail e não pelo blog, pois, não consegui postar ali a minha mensagem.
A exemplo dos demais, bem como de sua posição externada no blog, gostaria nde saber se o portador de câncer colorretal, impossibilitada de sentar, e ainda em tratamento neoadjuvante, faz jus a pleitear a isenção do IPI para a aquisição de veículo, seja ele adaptado ou não, mas que possua um mínimo de conforto e condições para se deslocar, uma vez que possuo hoje condições de permanecer sentada? Serei submetida a colostomia definitiva em breve.
Pergunto, pois, da leitura da legislação correspondente em vigor parece não haver amparo para um caso específico e peculiar como o meu, tal como já exposto no site.
Desde já, obrigado pela atenção e parabéns pelo trabalho realizado.
Eliane Damásio
06/02/2009 00:36
De: FLAVIA ROCHA FERREIRA
IP: 200.199.231.203

Leucemia

MEU FILHO FAZ TRATAMENTO DE LEUCEMIA DESDE  31 /12/2004 ELE FEZ 2 ANOS E 6 MESES DE QUIMEO E FICOU DEPOIS 6 MESES SEM O MEDICAMENTO DEPOIS DESSE TEMPO A DOENÇA VOLTOU E O MEDICO DISSE Q IRIA TER Q FAZER O TRANSPLANTE FIZEMOS OS EXAMES DE HLA PRA VER SE TINHA ALGUEM COMPATIVEL , E MEU OUTRO FILHO FOI COMPATIVEL.FIÇO TUDO Q TINHA Q SER FEITO PRA ENTRAR PRO TRANSPLANTE, MAS SEMPRE ACONTECIA ALGUMA COISA E Ñ DAVA CERTO (ELE SE MACHUCAVA)
E ENTÃO O MEDICO ME MANDOU DE VOLTA PRA PEDIATRA ONCOLOGISTA E DISSE Q Ñ IRIA MAIS FAZER O TRANSPLANTE DELE.E JÁ TEM 1 ANO Q ISSO ACONTECEU E ELES Ñ VOLTARÃO MAIS A FALAR SOBRE O TRANSPLANTE.GOSTARIA DE SABER SE ELE PODE SER CURADO SEM O TRANSPLANTE?
DESDE JÁ MUITO OBRIGADA. FLAVIA
25/02/2009 12:29
De: Paulo Benevento (paulobenevento@aasp.org.br)
IP: 201.74.30.216

Re: Câncer de mama

Oi, Lúcia.
A observação do perito é de, ABSOLUTAMENTE, equivocada, para não dizer RIDÍCULA. Faça o seguinte, acesse o site: http://onco-sp.blogspot.com/search/label/V%C3%ADdeos%20Informativos.
Neste vídeo eu falo sobre o auxílio-doença, mas tb já inicio o tema aposentadoria por invalidez.
Qualquer dúvida, entre em contato. Teremos prazer em atendê-la.
Um abraço.
Paulo Benevento.
Diretor Jurídico da Rede Fem. de Combate ao Câncer do Estado de São Paulo Advogado especialista em Saúde, Previdência e Assistência Social.
paulobenevento@aasp.org.br
Seu IP: 18.204.55.168 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)