Espaço para a discussão sobre a AHT (AUTO-HEMOTERAPIA) e envio de relatos sobre experiências dos usuários desta técnica terapêutica. A AUTO-HEMOTERAPIA é uma técnica simples, em que, mediante a retirada de uma pequena quantidade de sangue da veia e sua imediata aplicação no músculo, estimula um aumento dos macrófagos, que são as células sangüíneas que fazem a "limpeza" de tudo o que é prejudicial no organismo, eliminando bactérias, vírus, as células cancerosas, etc. Esse aumento da produção de macrófagos pela medula óssea (de 5% para 22%) se deve ao fato de que o sangue injetado no músculo funciona como um "corpo estranho" a ser rejeitado pelo Sistema Retículo Endotelial (SRE), o que faz com que o nível imunológico se eleve, permanecendo ativado durante 5 dias, após os quais o percentual de macrófagos vai decaindo até o sétimo dia, retornando aos 5%. Com isso, inúmeras doenças, inclusive as graves como as auto-imunes, regridem rapidamente, proporcionando o restabelecimento da saúde. A AHT, entretanto, não representa nenhum risco para o paciente e não produz efeitos colaterais. Este fórum se destina primordialmente àqueles que já utilizam a AHT e não possuem mais dúvidas sobre sua eficácia, mas também admite a discussão séria e responsável sobre o assunto, tendo em vista o envio de orientações sobre os detalhes da técnica, tanto para os que já a utilizam, como para os que desejam passar a utilizá-la e querem se informar melhor sobre a mesma.

Tags: tratamento medicina sangue enfermagem autohemoterapia anvisa crm auto-hemoterapia coren cfm sus
01/12/2011 14:16
De: M.Fetha
IP: 187.104.72.142

Video: IMPLANTE PEDICULADO DE PAPILOMAS CUTÂNEOS E AUTO-HEMOTERAPIA NO TRATAMENTO DA PAPILOMATOSE BOVINA

IMPLANTE PEDICULADO DE PAPILOMAS CUTÂNEOS E AUTO-HEMOTERAPIA NO TRATAMENTO DA PAPILOMATOSE BOVINA .
http://www.youtube.com/watch?v=O-3j0jATFw0
IMPLANTE PEDICULADO DE PAPILOMAS CUTÂNEOS E AUTOHEMOTERAPIA NO TRATAMENTO DA PAPILOMATOSE BOVINA
Cutaneous pediculate implant of the papilloma and autohemotherapy for the treatment of bovine papillomatosis Luiz Antônio Franco da Silva1, Valéria de Sá Jayme,
Maralice Aparecida Batista de Oliveira, Duvaldo Eurides,
Maria Clorinda Soares Fioravanti, Francisco de Carvalho Dias Filho RESUMO
Foram utilizados 154 bovinos, de raças e idades variadas, sendo 42 portadores de papilomatose cutânea plana e 112 pediculada. Os animais foram separados em dois grupos de igual número. Os do grupo I foram tratados com autohemoterapia com sangue venoso e os do grupo II, por implante pediculado de papilomas, sendo que em ambos os grupos haviam animais portadores de lesões planas e pediculadas. A análise dos resultados demonstrou maior incidência de recuperação de animais jovens e portadores de papilomatose pediculada. A autohemoterapia é mais eficiente que o implante pediculado autólogo de papiloma no tratamento de papilomatose bovina.
Palavras-chave: bovino, papilomatose, cirurgia, autohemoterapia.
SUMMARY
154 cattle of varied races and ages were examined, 42 of which were clinically diagnosed as carriers of cutaneous papilloma and 112 as having the pediculated form. The animals were randomly divided into two groups. The first was treated with autohemotherapy and the second was subjected to cutaneous pediculate implants of the papilloma. The analyses of the results demonstrated a higher index of recuperation among young animals but more efficient recuperation among those subjected to the autohemotherapy.
Key words: bovine, papilloma, surgery, autohemotherapy.
1 Médico Veterinário. Professor Adjunto. Doutor. Departamento de Clínica. Escola de Veterinária/EV. Universidade Federal de Goiás/UFG.
Veterinária Notícias - Vet. Not., v. 4, n. 1, 1998 - ISSN 0104-3463
http://www.hemoterapia.org/publicacoes/implante-pediculado-de-papilomas-cutaneos-e-autohemoterapia.asp -
SOBRE UM DOS AUTORES: Luiz Antonio Franco da Silva.
Médico Veterinário formado pela Universidade Federal de Goiás (UFGO). Mestre em Cirurgia e doutor em Ciência Animal, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professor nas disciplinas de Técnica Operatória e Patologia Cirúrgica Animal, no curso de Graduação em Medicina Veterinária, e de Cirurgia do Aparelho Locomotor dos Grandes Animais, no curso de Pós-graduação em Ciência Animal, da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Goiás (UFGO). Consultor dos periódicos: Veterinária Notícias e Ciência Animal Brasileira (UFG). Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Clínica Médica e Cirúrgica dos Animais Domésticos, atuando principalmente nos seguintes temas: “Cirurgias do aparelho locomotor dos grandes animais”, bem como na linha de pesquisa de cirurgia experimental abrangendo desde pequenos a grandes animais.
https://carliniecaniatoeditorial.wordpress.com/2011/09/16/principios-basicos-e-tecnicas-empregadas-no-centro-cirurgico-veterinario/
-
Lembre-se que contra fatos e fotos não há argumentos!
Então sua ajuda é muito IMPORTANTE!
Faça sua parte, divulgando seu testemunho. Muitas pessoas já fizeram. Divulgue seus laudos, exames, fotos e outros documentos, mostrando de maneira clara, que a auto-hemoterapia é eficaz e muito benéfica.
-
AUTO-HEMOTERAPIA. MEU SANGUE ME CURA.
http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia.htm
http://www.hemoterapia.org/
http://amigosdacura.ning.com/
http://www.youtube.com/worldautohemotherapy
http://pdfcast.org/profile/marcelo%20fetha
27/05/2009 00:14
De: Jarbas (jarbascorrea@yahoo.com.br)
IP: 201.75.188.133

DVD de autohemoterapia

Interessado em adquirir o DVD sobre AHT (entrevista c/ Dr. Moura em 2004), eu liguei no 0xx 21 2205 9785 e fui atendido gentilmente pelo Sr. Luiz Fernando; porém, no momento, para mim, o custo é alto: Valor: R$ 40,00 + R$ 5,41(Sedex). Contudo, ele tb me informou que há pessoas no inforum sobre a AHT, que costumam, com a permissão e incentivo dos autores, fornecer cópia p/ quem precise e esteja c/ dificuldade p/ conseguir. O meu e-mail é jarbascorrea@yahoo.com.br, sou de Santo André - SP. Se alguem puder me auxiliar, agradeço de antemão.
Mui grato.
Jarbas
02/10/2014 21:06
De: Evaristo Sobrinho
IP: 187.61.209.118

Ministro promete analisar pedido de liberação da auto-hemoterapia


O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da
República, Gilberto de Carvalho prometeu estudar um pedido que lhe foi apresentado nesta quinta-feira, em Vitória – ES para que o governo Dilma anule a proibição da auto-hemoterapia pela
Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa, que vem
prejudicando os brasileiros. O pedido foi apresentado pelo
jornalista capixaba Ubervalter Coimbra, que mostrou a economia que o tratamento pode produzir para o Governo, pois trata-se de uma técnica de cura eficaz e barata.
O ministro disse ter ouvido informações positivas sobre a auto-
hemoterapia e foi Informado de que a técnica cura ao aumentar a imunidade em quatro vezes; que tem amplo uso; e que seu custo semanal é de uma seringa de aplicar injeção.  
O jornalista relatou ainda que a proibição da Anvisa em 2007 foi realizada após reportagem da TV Globo, que mentiu sobre a
auto-hemoterapia, numa clara manipulação das informações e já
atendendo aos interesses dos laboratórios farmacêuticos
transnacionais. Naquela época, o tema auto-hemoterapia tinha ganhado divulgação nacional e adeptos em todo o pais depois
que fora divulgada na internet entrevista didática do Dr. Luiz Moura gravada em 2004 sobre a sua aplicação. Durante 109 anos a auto-hemoterapia foi praticada livremente no Brasil, mas por pequenos grupos.
A Nota Técnica 01/2007 da Anvisa acabou com esta possibilidade para os profissionais e serviços de saúde, na ocasião em que a técnica estava no domínio da sociedade. Foi mostrado ao ministro que a Nota Técnica é ilegal e, para tentar validá-la, a Anvisa encomendou estudo do Conselho Federal de Medicina (CFM),
que produziu um parecer onde ignora a produção científica
mundial sobre auto-hemoterapia e manipula um dos principais
estudos realizados sobre a técnica, feito pelo brasileiro Jessé
Teixeira, em 1939 e publicado após premiação científica, em
literatura técnica nacional.
Gilberto Carvalho recebeu a imprensa em Vitória, Espírito Santo, onde foi dar apoio aos candidatos de seu partido, o PT. Antes da coletiva, aceitou receber o repórter para tratar, de forma não jornalística, de um tema de interesse nacional.  O ministro
recebeu a informação de que o fim da arbitrariedade da Anvisa, que vem proibindo o uso da técnica, beneficiará milhões de
brasileiros na cura das mais diversas doenças e  produzirá
economia para o Brasil.
Como se sabe, a auto-hemoterapia cura ao aumentar a
imunidade em quatro vezes.
Ao ministro foi entregue em mãos o artigo do dr. Luiz Moura, que sintetiza o que é a auto-hemoterapia, publicado entre tantos endereços em http://www.rnsites.com.br/aht_luiz_moura.pdf

Também foi entregue o artigo do jornalista Walter Medeiros sobre a Nota Técnica da Anvisa, onde é provada sua ilegalidade
http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-legis.htm

Um terceiro documento entregue ao ministro Gilberto Carvalho foi cópia da publicação da pesquisa do Dr. Jessé Teixeira, com o texto no original. "Complicações Pulmonares Pós-Operatórias"
deste cientista, que pode ser lido em
http://www.rnsites.com.br/artigo_jesse_teixeira.pdf
02/01/2009 08:07
De: Joel Martini de Campos (joelmartini@zipmail.com.br)
IP: 200.233.63.51

Re: Auto Hemoterapia

Amigo, Oswaldo Villa !!!
Faça outra mensagem nêste FORUM  colocando o bairro em que você reside que aparecerá
pessoa habilitada para aplicação. Também não esqueça de retirar o asterístico no quadrinho abaixo de " Não quero que meu e-mail apareça na mensagem " pois assim a pessoa lhe en-
viará fone para contato no seu e-mail.
Abraços, JOEL
17/12/2008 18:35
De: Olivares
IP: 200.20.24.250

Re: Re: COMPROVANDO A EFICÁCIA DA AUTO-HEMOTERAPIA

Impressionante!
Poderia fornecer seu depoimento no site wwworientacoesmedicas.com.br    ?
E no fórum www.inforum.com.br/39550
Neste site, um defensor da AH pede que enviem para ele, de forma digital, todo o material atestatório do sucesso da Ah como exames, diagnósticos fotos etc e para o Dr. Moura, de forma física, através de cópias autenticadas em cartório de exames, diagnósticos, tratamentos e de um depoimento com firma reconhecida. Somente através da movimentação popular, de forma firme e decidida é que forçaremos as autoridades a reverem a barbaridade que cometeram contra a Ah e contra um de seus maiores difusores, o Dr. Moura.
Contamos todos com sua colaboração, em pró do próximo e  em retribuição aos benefícios que percebeu ao praticar a Ah por orientação de outra pessoa.
Leve ao próximo o bem que recebeu de outrem.
11/08/2008 16:50
De: Luiz Fernando Sarmento
IP: 189.25.192.123

Para pesquisar na internet sobre assuntos específicos e autohemoterapia


Direto aos relatos dos usuários
Para pesquisar na internet
l Abra a página do fórum > http://inforum.insite.com.br/39550  
ou a página > http://inforum.insite.com.br/66763/
l vá ao final da página aberta.
E lá, do lado direito
(logo acima do espaço onde se escreve a mensagem a ser enviada) encontra-se a barra do google.
l Escreva na barra do google as palavras relativas
ao que você está pesquisando
Experimente, por exemplo:
auto-hemoterapia e alergia
ou
alergia e auto-hemoterapia
Você deverá encontrar as mensagens de páginas antigas, do mesmo fórum, que tratam do assunto (doença) especificado por você.
Pode procurar, também, por nomes de participantes
l exemplo - digite marçal ou olivares ou antonina
e encontrará inúmeras páginas com participações
destas pessoas no infórum
É simplesmente digitar seu nome
e terá acesso às páginas com participações delas.  
07/12/2012 17:51
De: Fetha
IP: 187.47.209.71

Comentarios no blog do médico Dr Weide sobre a auto-hemoterapia

Um comentário: em: http://drweide.blogspot.com.br/2012/12/o-que-e-autohemoterapia.html Auto-hemotherapy7 de dezembro de 2012 11:42
Olá Dr Weide
Parabéns pelo texto sobre a auto-hemoterapia.
Eu faço AHT há mais de 4 anos e me curei de uma furunculose cronica de 50 anos.
Aproveito a oportunidade para indicar os links abaixo aos leitores do seu blog que quiserem mais informações sobre o tema.
Nos sites indicados há muitos testemunhos documentados dos beneficios da AHT e também publicações cientificas que comprovam a "eficacia" e "segurança" da tecnica.
Forte abraço
Marcelo Fetha
AUTO-HEMOTERAPIA. MEU SANGUE ME CURA.
http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia.htm
http://www.hemoterapia.org/
http://amigosdacura.ning.com/
http://www.youtube.com/worldautohemotherapy
http://pdfcast.org/profile/marcelo%20fetha
17/05/2012 07:58
De: M.Fetha
IP: 189.63.213.228

PUBMED - a imunoterapia passiva específica é utilizada com sucesso em algumas formas de tumor. Assim, em bovinos generalizada cutânea papilomatose, auto-hemoterapia é usada.

PUBMED - a imunoterapia passiva específica é utilizada com sucesso em algumas formas de tumor. Assim, em bovinos generalizada cutânea papilomatose, auto-hemoterapia é usada.
Capítulo 19 PRINCÍPIOS da terapia antineoplásica
Embora não tenha levado a resultados espetaculares na medicina veterinária, a imunoterapia passiva específica é utilizada com sucesso em algumas formas de tumor. Assim, em bovinos generalizada cutânea papilomatose, auto-hemoterapia é usada. Em gatos com leucemia, uma grande quantidade de sangue inteiro fresco heparinizado pode ser administrada, em transfusão de gatos normais.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK9546/
OS AUTORES
Alecsandru Ioan Baba , Ph.D., é professor da Universidade de Ciências Agrárias e Medicina Veterinária em Cluj-Napoca. Ele ensina Anatomia Patológica, Patologia Celular e Oncologia Comparada, com 40 anos de experiência profissional nesta área. Ele é coordenador da escola de doutorado de comparativo patologia e oncologia comparativa.
Ele é membro da Academia Romena de Ciências Agrárias e silvicultural , diretor do Instituto de Medicina Comparativa em Cluj-Napoca. Ele foi decano da Faculdade de Medicina Veterinária em Cluj-Napoca, durante 1996-2000. Ele é um membro de diversas organizações nacionais e europeias.
Ele escreveu doze livros no campo e ele foi oferecido um prémio da Academia Romena em 1993 para o livro "Stress, Adaptação e Patologia" , escrito em colaboração com Rodica Giurgea. A primeira edição do livro "Comparative Oncology" também foi premiado, em 2003, o prêmio da Academia Romena de Ciências Agrárias e silvicultural . Ele publicou, na Roménia e no estrangeiro, mais de 250 trabalhos scienctific com os seguintes temas: investigação científica fundamental, comparativa patologia, aplicados a pesquisa científica ea descrição de algumas doenças raramente diagnosticados.
Cornel Câtoi, DVM , Ph.D., é professor da Universidade de Ciências Agrárias e Medicina Veterinária em Cluj-Napoca. Ele ensina Medicina Patologia, Necropsia e Forense, Patologia Celular e comparativa Oncologia.
Além disso, ele é membro da Sociedade Romena de Oncologia Comparada, da Sociedade Europeia de Patologia Veterinária, Charles Louis Davis DVM Fundação para o Avanço de Patologia Veterinária ele é um secretário editorial da Revista Romena de Oncologia Comparada e Transferência de Tecnologia.
Ele escreveu: Diagnóstico Necropsic Veterinar , Ed. AcademicPres, 2003 e Anatomia Patológica speciala , Ed. AcademicPres de 2006.
Direitos Autorais © 2007, a editora da Academia Romena.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK9555/
Chapter 19PRINCIPLES OF ANTICANCER THERAPY
19.7.4Specific passive immunotherapy
Although it has not led to spectacular results in veterinary medicine, specific passive immunotherapy is successfully used in some tumor forms. Thus, in bovine generalized cutaneous papillomatosis, autohemotherapy is used. In cats with leukemia, a large amount of fresh whole heparinized blood can be administered, in transfusion from normal cats.
THE AUTHORS
Alecsandru Ioan Baba, Ph.D., is a professor at the University of Agricultural Sciences and Veterinary Medicine in Cluj-Napoca. He teaches Pathological Anatomy, Cellular Pathology and Comparative Oncology, with 40 years of professional experience in this field. He is a coordinator of the doctoral school of comparative pathology and comparative oncology.
He is a member of the Romanian Academy of Agricultural and Silvicultural Sciences; director of the Institute of Comparative Medicine in Cluj-Napoca. He was dean of the Faculty of Veterinary Medicine in Cluj-Napoca during 1996-2000. He is a member of several national and European organisations.
He wrote twelve books in the field and he was offered a prize by the Romanian Academy in 1993 for the book "Stress, Adaptation and Pathology", written in collaboration with Rodica Giurgea. The first edition of the book "Comparative Oncology" was also awarded, in 2003, the prize the Romanian Academy of Agricultural and Silvicultural Sciences. He published, in Romania and abroad, over 250 scienctific papers with the following themes: fundamental scientific research, comparative pathology, applied scientific research and description of some rarely diagnosed diseases.
Cornel Câtoi, DVM, Ph.D., is a professor at the University of Agricultural Sciences and Veterinary Medicine in Cluj-Napoca. He teaches Pathology, Necropsy and Forensic Medicine, Cellular Pathology and Comparative Oncology.
Also, he is a member of the Romanian Society of Comparative Oncology, the European Society of Veterinary Pathology, Charles Louis Davis DVM Foundation for the Advancement Veterinary Pathology he is a editorial secretary of the Romanian Journal of Comparative Oncology and Technology Transfer.
He authored: Diagnostic Necropsic Veterinar, Ed. AcademicPres, 2003 and Anatomie Patologicâ Specialâ, Ed. AcademicPres, 2006.
Copyright © 2007, The Publishing House of the Romanian Academy.
14/04/2014 00:57
De: Fetha
IP: 191.231.185.143

Técnica da auto-hemoterapia causa polêmica entre a classe médica: Método que retira a substância do paciente e a reinjeta no músculo para fortalecer o sistema imunológico conta com muitos entusiastas.

Técnica da auto-hemoterapia causa polêmica entre a classe médica: Método que retira a substância do paciente e a reinjeta no músculo para fortalecer o sistema imunológico conta com muitos entusiastas.
Bruna Sensêve
Publicação: 13/04/2014 08:00 Atualização:

Para quem ouve falar pela primeira vez da técnica, a auto-hemoterapia até parece coisa de outro mundo. Trata-se da retirada de uma pequena quantidade de sangue e a injeção do líquido de volta para o corpo por meio do tecido muscular, nas nádegas ou nos braços. No entanto, o procedimento, que motiva depoimentos entusiasmados na internet, obedece a uma lógica simples. Segundo seus defensores, ele consegue aumentar o número de macrófagos, as células da linha de frente do sistema imunológico. O reforço na defesa do organismo complementaria o tratamento para diferentes condições de saúde. A explicação é sustentada por estudos científicos. Porém, segundo as instituições de segurança em saúde brasileiras, faltam comprovações científicas do tratamento, que não tem reconhecimento formal como terapia médica.
Os mácrofagos já circulam naturalmente em todos os órgãos do corpo humano com um único objetivo: encontrar e remover elementos indesejados. Algumas pesquisas afirmam que a auto-hemoterapia surgiu há mais de 2.500 anos na China. Massagens fortes beliscavam a pele, causando rupturas em pequenos vasos e estimulando as defesas do local a ser tratado. Teorias à parte, a história pode ser mais bem contada pela servidora pública Luzinéia Maria Amorim, 50 anos. Ela conheceu a técnica por meio de uma amiga que passava por um tratamento contra um câncer de intestino e buscava reforçar o sistema imune com as injeções autólogas. “Ela fez durante todo o tratamento e nunca interrompeu as sessões por imunidade baixa. O oncologista sabia que ela fazia a terapia e a aconselhava a continuar.”
Luzinéia começou também a tomar as injeções, até como forma de encorajar a amiga. Há cinco anos, uma vez por semana, ela passa pelo rápido procedimento. “É uma qualidade de vida sem explicação. Conheço pessoas que fazem há 30 anos e dizem a mesma coisa. São só benefícios”, acredita. A servidora conta que cancelou uma cirurgia no nariz para corrigir uma consequência da sinusite crônica por não ser mais necessária. Segundo ela, a respiração voltou ao normal sem intervenção cirúrgica.
A matéria completa está disponível "aqui", para assinantes.
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2014/04/13/interna_ciencia_saude,422820/tecnica-da-auto-hemoterapia-causa-polemica-entre-a-classe-medica.shtml
22/05/2008 12:17
De: Wilson Simão
IP: 201.53.114.238

A favor e contra


Caso os nossos médicos já tenham esquecido e nossos biólogos não saibam mais, a FEBRE é simplesmente um sinônimo de CURA indispensável a homeostase do individuo e é um erro combate-la a todo momento, isso agride por demais o sistema de informação imunológico. Infelizmente por outro lado, com esse bloqueio intelectual que passamos ficamos a mercê das recomendações dos laboratórios e a restrições das leis elaboradas por especialistas de plantão (e não existem outras palavras). A febre localizada que me refiro antes, é o mesmo que uma luxação produzida pelo sistema imunológico original (da pessoa) dirigida exclusivamente na região lesada e  tem por missão expulsar qualquer corpo estranho aí estacionado. Esse efeito é muito comum até uma certa idade e um exemplo no dia a dia é aquele pedaço de farpa de madeira que feriu as mãos (ou pés) de nossos filhos e que no entanto os médicos (mesmo usando lentes) nunca conseguem extrai-los completamente e no entanto, no dia seguinte forma-se uma substancia purulenta entorno desse, sendo facilmente expulso com uma simples compressão. Nesse sentido, em vez de fugir da responsabilidade, trocando a intervenção de um médico pela técnica auto-hemoterápica de colher e injetar o sangue em outra região do corpo com as mãos do próprio paciente,  não seria o caso de assumir logo que "auto-hemoterapia é uma intervenção supervisionada por um médico como é a auto medicação da insulina aplicada pelo próprio? Sendo que essa  requer mais cuidado e outros meios artificiais mas a finalidade, definitivamente é transferir o sangue do meio venoso para o intramuscular e dessa feita "reativar internamente" o sistema imunológico do paciente, promovendo na parte lesada (ou que se pretende curar) uma febre localizada e cujos "efeitos curativos"  já são reconhecidos na medicina tradicional, nos emplastos de água quente nos esparadrapos cujos colantes  são misturados com um agente (geralmente ervas daninhas) da reação  e indutor da febre "que por ironia no interior do Brasil são indicados como simpatia na cura da espinhela caída"  (emplasto Sabia nacional e também os emplastos chineses que não sei o nome são os melhores) quando na realidade são os mesmos recursos fisioterápicos  naturais recomendados pelos médicos, como a água quente na região afetada, conseguida de outra forma.
Do pouco que nossos políticos exigem do governo, no sentido de investir na cultura, o muito que recebemos de volta é esse bloqueio intelectual, ainda bem que existe a Internet. Vamos depurar a ignorância do POVO BRASILEIRO.
Mas no intimo ainda sou contra a pratica auto-hemoterápica por uma simples razão, existem outros meios de conseguir os mesmos efeitos, contudo  quem preferir esse caminho,  deve faze-lo sempre assistido por um médico.
Seu IP: 18.205.109.82 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)