Espaço para a discussão sobre a AHT (AUTO-HEMOTERAPIA) e envio de relatos sobre experiências dos usuários desta técnica terapêutica. A AUTO-HEMOTERAPIA é uma técnica simples, em que, mediante a retirada de uma pequena quantidade de sangue da veia e sua imediata aplicação no músculo, estimula um aumento dos macrófagos, que são as células sangüíneas que fazem a "limpeza" de tudo o que é prejudicial no organismo, eliminando bactérias, vírus, as células cancerosas, etc. Esse aumento da produção de macrófagos pela medula óssea (de 5% para 22%) se deve ao fato de que o sangue injetado no músculo funciona como um "corpo estranho" a ser rejeitado pelo Sistema Retículo Endotelial (SRE), o que faz com que o nível imunológico se eleve, permanecendo ativado durante 5 dias, após os quais o percentual de macrófagos vai decaindo até o sétimo dia, retornando aos 5%. Com isso, inúmeras doenças, inclusive as graves como as auto-imunes, regridem rapidamente, proporcionando o restabelecimento da saúde. A AHT, entretanto, não representa nenhum risco para o paciente e não produz efeitos colaterais. Este fórum se destina primordialmente àqueles que já utilizam a AHT e não possuem mais dúvidas sobre sua eficácia, mas também admite a discussão séria e responsável sobre o assunto, tendo em vista o envio de orientações sobre os detalhes da técnica, tanto para os que já a utilizam, como para os que desejam passar a utilizá-la e querem se informar melhor sobre a mesma.

Tags: tratamento medicina sangue enfermagem autohemoterapia anvisa crm auto-hemoterapia coren cfm sus
14/10/2012 06:32
De: Fetha
IP: 177.82.87.61

Auto-hemoterapia, Dr. Fleming e os antibióticos... Artigo 99 - (XCIX) Inflamação e Reparação - 15ª parte

Auto-hemoterapia, Dr. Fleming e os antibióticos...
Artigo 99 - (XCIX)
Inflamação
e Reparação - 15ª parte
"ORIGEM. - Existem muitas dúvidas acerca da origem dos monócitos. Existe um ponto de vista aceito por muitos, segundo o qual todas as formas transicionais entre os linfócitos e os monócitos podem ser encontrados no sangue normal e daí a conclusão de que os monócitos se originam dos linfócitos. No entanto, existe forte evidência de que a produção de monócitos assim como a de linfócitos representem atividade proliferativa de duas diferentes linhagens de células. Um outro ponto de vista é o de que os macrófagos e as células do sistema retículo endotelial funcionariam como células-mater em relação aos monócitos o que no entanto, parece improvável. Um outro ponto de vista muito aceito pelos hematologistas clínicos é a de que existem células-mater denominadas monoblastos presentes sobretudo no baço e na medula óssea, e que seriam responsáveis pela formação de monócitos. O estudo detalhado da origem dos diversos leucócitos será feito depois do estudo do tecido mielóide". Consta na primeira parte do artigo 97, e na página 267 do livro de HISTOLOGIA. (1).
1º intervalo musical - Sentada na porta/em sua cadeira-de-rodas ficava/seus olhos tão lindos/sem ter alegria/tão triste chorava.
"Metchnikoff observou que os 5 tipos de leucócitos não constituíam todos bons fagócitos, mas apenas dois, o neutrófilo e o monócito". Consta na quarta parte do artigo 97. (1).
Ratificamos que o livro de HISTOLOGIA é de 1967, que o livro de MICROBIOLOGIA é de 1970 e que o livro de PATOLOGIA é de 1975. Tal ratificação pode levar os detratores da auto-hemoterapia a argumentarem que tais informações são velhas, caducas ou mesmo "esclerosadas". Pois bem. Pois muito bem.
2º intervalo musical - Mas quando eu passava/a sua tristeza chegava ao fim/sua boca pequena/no mesmo instante/sorria pra mim.
Recentemente, ou melhor, muito recentemente, ou melhor ainda, no dia 09 de setembro de 2012 - um dia de domingo -, a Rede Globo de Televisão, no programa "Fantástico", começou a apresentar a série "Corpo humano - o que acontece dentro da gente?", tendo como principal apresentador o médico Dráuzio Varella. Entre outras coisas, disseram eles: "...Essa série é especial porque ela reúne o que há de mais recente nas pesquisas científicas sobre o funcionamento do organismo. O Fantástico vai explicar, com animações gráficas de última geração, as proezas diárias do corpo humano. Vamos conhecer o destemido exército que existe dentro de nós". ..."Quando um germe invade o organismo, o corpo reage rapidamente, acionando as defesas imunológicas, um exército de glóbulos brancos presentes na corrente sanguínea e nos tecidos". (2).
3º intervalo musical - Aquela menina era a felicidade/que eu tanto esperei/mas não tive coragem e não lhe falei/do meu grande amor e agora/por onde ela anda, eu não sei.
..."Imagens de microscópio mostram os fagócitos, um esquadrão especial deste exército. Glóbulos brancos que devoram os germes invasores. Eles parecem desengonçados, mas atacam as bactérias". ..."Uma simples gotinha de sangue tem 400 mil fagócitos. Parece muito, mas eles são uma minúscula fração das forças armadas que o organismo convoca pra combater as infecções". ..."Quando os sintomas pioram, o sistema de defesa prepara uma segunda onda de ataque, formada por outro tipo de glóbulo branco: os linfócitos matadores, que tentam exterminar os vírus alojados na garganta". (2).
4º intervalo musical - Hoje eu vivo sofrendo e sem alegria/não tive coragem bastante pra me decidir/aquela menina em sua cadeira-de-rodas/tudo eu daria pra ver novamente sorrir.
..."Mas esse ataque mortal tem um custo: a garganta fica mais dolorida e inflamada. Vem a tosse. Apesar da fúria dos linfócitos, muitos vírus conseguem escapar". ..."Então, o sistema imunológico lança a cartada decisiva. Em vez de destruir o inimigo na luta corpo a corpo, ele produz uma nuvem de anticorpos. Os anticorpos cobrem os vírus, fazendo com que eles grudem uns nos outros. Aí fica fácil acabar com eles". ..."Depois da contusão no olho, a região fica vermelha e inchada. O inchaço se forma às custas do líquido que sai de dentro dos vasos sanguíneos, pra bloquer a entrada de germes pelo machucado". ..."O roxo intenso que toma conta das pálpebras surge por conta das células de sangue mortas, em decomposição". (2).
1º intervalo aleatório - "A luta contra a debilitante poliomielite continua. A luta a favor da inofensiva auto-hemoterapia também continua".
..."É hora de limpar a casa. Os macrófagos, outro tipo de glóbulo branco, são convocados para destruir todas as células mortas que encontrarem pela frente. Dentro deles, ocorre um fenômeno curioso. Os componentes da hemoglobina, a proteína que dá coloração vermelha ao sangue, são quebrados e mudam de cor. É por isso que, depois de alguns dias, os hematomas ficam esverdeados e, mais tarde, amarelados. E quando os macrófagos terminam a faxina, a pele finalmente volta ao seu tom normal". (2).
2º intervalo aleatório - "O próximo dia 28 de outubro é dia do 2º turno eleitoral no Brasil! Não vote em candidato que é contra a inofensiva auto-hemoterapia! Vote consciente!"
Em poucas palavras e em poucos minutos, Dr. Dráuzio Varella falou em fagócitos, em infecções (germes, vírus), em inflamação (inchaço, machucado), em reparação (cicatrização), em sistema imunológico, em imunologia (anticorpos), em glóbulos brancos (linfócitos), em macrófagos e em limpeza (fagocitose). Certamente, tentando ser didático, o médico-apresentador omitiu o Sistema Retículo Endotelial, hoje em dia mais conhecido como sistema mononuclear fagocitário. Tudo bem.
Diante da recente e didática reportagem - conclue-se, portanto, que os livros mencionados (HISTOLOGIA - 45 anos de idade, MICROBIOLOGIA - 42 anos de idade e PATOLOGIA - 37 anos de idade), não são tão "idosos" assim, a ponto de não serem levadas em consideração, muitas das suas informações.
Já o PARECER do Conselho Federal de Medicina (CFM), apesar de jovem (é de 2007 - tem apenas 5 anos de idade), parece fugir do Sistema Retículo Endotelial e dos Macrófagos, como o diabo foge da cruz. Além de pouco mencionados no seu faccioso texto, (o S. R. E. é citado apenas duas vezes e os Macrófagos são mencionados cinco vezes), as informações sobre imunologia - e outras - são incompletas e incorretas.
Vejamos "algumas perguntas que não querem calar":
Página 15 do PARECER MÉDICO - "A afirmação de que o Sistema Retículo Endotelial é poderosamente estimulado pela auto-hemotransfusão e que isso é, em parte, comprovado pelo aumento do número de macrófagos na vesícula cutânea produzida pela inflamação induzida pela cantaridina carece de explicações mais aprofundadas. A monocitose acompanha a neutrofilia nos processos inflamatórios, é mais tardia e persiste na convalescença (Failace, 2003). O autor não oferece uma análise crítica desses dados e nem há estudos a esse respeito. Ao que parece, a monocitose que surge em certos processos infecciosos é inconstante e de baixo valor preditivo, tanto que nas formas cavitárias e ganglinares da tuberculose há monocitose acompanhada de neutrofilia. Esse mecanismo parece carecer de estudos rigorosos e só pode ser tido como meramente conjectural". (3).
3º intervalo aleatório - "Sôpa na veia mata senhora de 88 anos de idade em Hospital do Rio de Janeiro".
Página 16 do PARECER MÉDICO - "Na verdade, as pessoas podem ser transfundidas com seu próprio sangue estocado sem que ocorram reações imunológicas dessa índole. Da mesma forma, a administração repetida de proteínas transformadas ao ponto de ser reconhecida pelo organismo como estranhas, deveria desencadear reações anafiláticas e até choque anafilático. Ora, a auto-hemoterapia é exatamente recomendada em aplicações repetidas." (3).
4º intervalo aleatório - "Sôpa na veia dos outros é soro fisiológico, afirmam alguns marcianos".
Página 16 do PARECER MÉDICO - "O aumento do número de macrófagos foi observado pelo Dr. Jésse Teixeira na vesícula produzida pela cantaridina. O mesmo ocorre no sangue periférico?". (3).
5º intervalo aleatório - Sôpa na veia dos outros é refresco, afirmam outros extra-terrestres".
Página 16 do PARECER MÉDICO - "Esse aumento de macrófagos indica realmente aumento da imunidade?" (3).
Diante de tais colocações existentes no "rigoroso" parecer do CFM, além de anencéfalo, agora ele também é anafilático e aplásico. Pretendemos continuar o debate. Todavia, tendo em vista que estamos em débito com os leitores, os próximos artigos serão "biográficos".
Alô leitores musicais - A música é "Cadeira de Rodas" do compositor e cantor Fernando Mendes (1950-), gravada em 1975, cujo LP chegou a vender mais de um milhão de cópias. (4).
Se Deus nos permitir voltaremos outro dia. Bom dia.
Aracaju, sábado, 13 de outubro de 2012.
Jorge Martins Cardoso - Médico - CRM 573.
Fontes: (1) - Livro de Histologia - Dr. Arthur W. Ham. (2) - Rede Globo de Televisão - Programa "Fantástico" - Série - "Corpo Humano - O que acontece dentro da gente?" - Dr. Dráuzio Varella - Baseado no documentário "Inside the Human Body", da BBC - Exibido em 09 de setembro de 2012. (3) - Parecer CFM nº 12/200 na íntegra - Interessado: Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa - Assunto: Auto-hemoterapia - Relator: Munir Massud - Brasília - DF, 26 de outubro de 2007 - Páginas 15 e 16 (36 páginas). (4) - Dra. Internet, Dr. Google e Dra. Wikipédia.
14/07/2013 21:48
De: darlene gamba amorim
IP: 189.100.188.90

Vacinas e auto-hemo

Olá!
Será que quem está tomando vacinas para alergia a pó,ácaros e mofo,pode fazer auto-hemoterapia ao mesmo tempo?Porque o tratamento com a alergista já começou e eu não queria parar na metade. Obrigada.Aguardo resposta.
21/02/2011 15:36
De: Walter B. Medeiros (waltermedeiros@supercabo.com.br)
IP: 189.124.174.188

Vida nova

O jornalista Leonardo Sodré, de Natal/RN é usuário da auto-hemoterapia. Desde agosto de 2010 ele faz uso da técnica e nunca mais adoeceu, tampouco teve gripes ou qualquer outro problema de saúde. Seu peso voltou ao normal, ele sente-se disposto para o trabalho e afirma que a sua pele parece estar rejuvenescendo a cada dia. Nesta semana ele contou a sua história para o nosso site – Auto-hemoterapia, meu sangue me cura.
Sodré passou a fazer auto-hemoterapia por sugestão de um médico, amigo de infância e de colégio, que estava visitando outro amigo no hospital onde estava sendo tratado e quanto o viu foi conversar com ele. Na ocasião o jornalista relatou tudo o que já havia passado com doenças e o médico recomendou o uso da auto-hemoterapia, prática que aquele profissional de saúde utilizava havia cinco anos.
“No ano de 2003 fui vítima da dengue. Passei quase um mês muito mal e quase morri porque minhas defesas caíram muito. Depois disso, emagreci bastante e nunca mais tive saúde. Qualquer gripe virava uma pneumonia e fui acometido várias vezes por infecções”, conta o jornalista em seu depoimento, acrescentando que “No sábado de Carnaval de 2010 eu estava com minha mulher na praia de Pititinga. Tínhamos acabado de chegar à casa do irmão dela e ficamos conversando no terraço, depois que arrumamos nossas coisas, para passar todo o período de momo por lá. De repente comecei a ficar febril”.
Continuando, Leonardo explica que era “Uma febre que evoluiu muito e comecei a passar mal até a manhã do dia seguinte, quando, sem que nenhum remédio fizesse efeito, fui para o Hospital São Lucas”. Como diagnóstico, acrescenta que “No hospital foi constatado um quadro de infecção gravíssimo. Eu estava, naquela momento, com 30 mil leucócitos, e pneumonia grave. Fui imediatamente levado à Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), onde fiquei durante seis dias, correndo risco de morte. Depois, durante a recuperação, ainda passei quase 30 dias em um apartamento daquele hospital”.
Depois que passou a usar a auto-hemoterapia, em agosto de 2010, o jornalista afirma que nunca mais adoeceu. Sua mulher também aderiu, como forma de manter a saúde preventivamente e vários amigos e parentes também estão fazendo auto-hemoterapia preventiva ou para curar diversos males. A maioria dos meus vizinhos também fazem o tratamento, que ele considera “milagroso”.
Segundo Leonardo Sodré, “As pessoas que reprovam a prática fazem de forma preconceituosa e sem nenhum embasamento, inclusive alguns médicos que diante da indagação ‘por que você reprova?’ titubeiam e batem na mesma tecla do risco de infecção por causa das agulhas das seringas. Se fosse assim ninguém poderia tomar remédio via injeção”, reage. “Entrementes, conheço alguns médicos que usam a auto-hemoterapia normalmente. São os que entendem a importância do aumento dos macrófogos no organismo e querem se proteger de infecções nos hospitais. Médicos de mente aberta que não se deixam seduzir pelos argumentos da indústria farmacêutica e pelo preconceito dos conselhos de medicina. Vou continuar sempre com a auto-hemoterapia, que meu proporcionou uma nova vida”, conclui.
05/09/2008 16:16
De: Nídia
IP: 200.144.0.5

Responsabilidade


Qualquer tipo de tratamento ou procedimento médico só pode ser aplicado após rigorosa comprovação científica sobre sua eficácia e segurança.  
Mesmo que o tratamento seja inócuo, esse pilantra, que se intitula Doutor Luiz Moura, está explorando  a ignorância de pessoas ingênuas e provavelmente enriquecendo muito com a promessa de curar doenças e de longevidade. Algumas, muito influenciáveis, até sentem-se muito melhor com as injeções, mas não passa de efeito placebo.
Utiliza o nome e os títulos do Prof.Dr.Ricardo Veronese para dar mais credibilidade às suas teorias absurdas, sabendo que o público leigo dificilmente vai ler ou entender o artigo citado sobre imunoterapia, que, além de muito antigo e desatualizado, não tem nada a ver com a prática da auto hemoterapia.
Não entendo como o CRM ainda não cassou o diploma desse malandro, se é que ele possui um...
Com certeza a ANVISA e o CRM proibiriam qualquer médico de RECEITAR tanto injeções inócuas de água destilada quanto os cancerígenos cigarros para um paciente. O que está errado não é só o malefício do tratamento, mas é a utilização do diploma de médico para explorar a boa fé de pessoas em troca de remuneração.
Isso não tem nada a ver com liberdade ou com democracia, mas RESPONSABILIDADE.  
Trata-se de uma prática ilegal, de um profissional que se utiliza do seu diploma para enganar pessoas ingênuas (PRÁ NÃO DIZER BURRAS), prometendo curas milagrosas através de um tratamento sem qualquer comprovação científica.
Você, por sua própria conta, tem a liberdade de fumar, beber, se drogar e até injetar no seu músculo seu próprio sangue, desde que não prejudique mais ninguém com essas práticas, mas qualquer profissional, principalmente médico, deve agir com responsabilidade e respeitar tanto o paciente quanto seu conselho de classe.
04/02/2011 13:53
De: Marilda de SP.. Bernardino
IP: 189.78.37.27

Auto-hemoterapia

Apesar da relutância da Medicina em aceitar a Auto-Hemoterapia como medida preventiva e terapêutica de tantos problemas de saúde, e até condená-la por mero preconceito, já que não se dá ao trabalho de pesquisar seriamente a respeito, o número de pessoas que se tratam assim, tem aumentado meio "
embaixo do pano", naturalmente.
Meu marido e eu somos adeptos há quase 2 anos, semanalmente fazemos a aplicação.
Meu marido é portador, devido a um estúpido erro médico e posterior infecção hospitalar pós-operatória, de uma osteomielite que lhe provocava crises de febres altas e drenagem de secreção virulenta em orifícios na perna esquerda. Há 2 anos ele está bem, não teve mais NENHUMA CRISE. Eu faço o tratamento como prevenção.
Estamos bem, temos 59 e 63 anos respectivamente, temos uma aparência de 10 anos menos, de acordo com quem não sabe nossa verdadeira idade. Somos cheios de energia, trabalhamos 12 horas diariamente.
Não vamos deixar de nos tratar assim nunca. E salve o Dr. Luís Moura!
22/05/2008 12:17
De: Wilson Simão
IP: 201.53.114.238

A favor e contra


Caso os nossos médicos já tenham esquecido e nossos biólogos não saibam mais, a FEBRE é simplesmente um sinônimo de CURA indispensável a homeostase do individuo e é um erro combate-la a todo momento, isso agride por demais o sistema de informação imunológico. Infelizmente por outro lado, com esse bloqueio intelectual que passamos ficamos a mercê das recomendações dos laboratórios e a restrições das leis elaboradas por especialistas de plantão (e não existem outras palavras). A febre localizada que me refiro antes, é o mesmo que uma luxação produzida pelo sistema imunológico original (da pessoa) dirigida exclusivamente na região lesada e  tem por missão expulsar qualquer corpo estranho aí estacionado. Esse efeito é muito comum até uma certa idade e um exemplo no dia a dia é aquele pedaço de farpa de madeira que feriu as mãos (ou pés) de nossos filhos e que no entanto os médicos (mesmo usando lentes) nunca conseguem extrai-los completamente e no entanto, no dia seguinte forma-se uma substancia purulenta entorno desse, sendo facilmente expulso com uma simples compressão. Nesse sentido, em vez de fugir da responsabilidade, trocando a intervenção de um médico pela técnica auto-hemoterápica de colher e injetar o sangue em outra região do corpo com as mãos do próprio paciente,  não seria o caso de assumir logo que "auto-hemoterapia é uma intervenção supervisionada por um médico como é a auto medicação da insulina aplicada pelo próprio? Sendo que essa  requer mais cuidado e outros meios artificiais mas a finalidade, definitivamente é transferir o sangue do meio venoso para o intramuscular e dessa feita "reativar internamente" o sistema imunológico do paciente, promovendo na parte lesada (ou que se pretende curar) uma febre localizada e cujos "efeitos curativos"  já são reconhecidos na medicina tradicional, nos emplastos de água quente nos esparadrapos cujos colantes  são misturados com um agente (geralmente ervas daninhas) da reação  e indutor da febre "que por ironia no interior do Brasil são indicados como simpatia na cura da espinhela caída"  (emplasto Sabia nacional e também os emplastos chineses que não sei o nome são os melhores) quando na realidade são os mesmos recursos fisioterápicos  naturais recomendados pelos médicos, como a água quente na região afetada, conseguida de outra forma.
Do pouco que nossos políticos exigem do governo, no sentido de investir na cultura, o muito que recebemos de volta é esse bloqueio intelectual, ainda bem que existe a Internet. Vamos depurar a ignorância do POVO BRASILEIRO.
Mas no intimo ainda sou contra a pratica auto-hemoterápica por uma simples razão, existem outros meios de conseguir os mesmos efeitos, contudo  quem preferir esse caminho,  deve faze-lo sempre assistido por um médico.
19/01/2012 02:55
De: Mauricio Firmino de Almeida Silva (pauliss46@hotmail.com)
IP: 187.101.242.9

AHT

Bom, no começo quis saber mais. Entendi e pratiquei. Curei de alguns problemas. Pra outras doenças nem sei se funciona, porque não consigo adquiri-las, graças! Mal nenhum me fez. Gripe? nem sei o que é isso.
Não tenho medo de dengue, jamais. Infecção pulmonar, arteriosclerose, pneumonia, colesterol - Hã nunca vai me  acompanhar, pois bactérias, virus, inflamações e infecções causadas pelos mesmos, não mais me pertencem, pois esta milagrosa terapia, em tempo, me agracia com a sabedoria de alguns homens e a graça do criador. Sabedoria esta que deveria estar em sua mente. Acorda pra vida e viva feliz. Os tempos são outros. Salva teu ente querido e não absorva o que a sociedade (midia) e hipócritas nos falam em rede nos amedrontando, desejando teu dinheiro e tua vida consumida pelas doenças. Leia mais sobre Cloreto de Magnésio e Auto-hemoterapia, isso basta. Assista o vídeo do Dr. Luiz Moura, grande homem de coragem e coração bom. "O sangue de jesus tem poder" não é!? Pois "somos a imagem e semelhança de Deus".
24/03/2013 17:53
De: esau paiva (esaupaiva@bol.com.br)
IP: 200.204.228.210

Re: 8 aplicações de Auto-hemoterapia melhora LÍQUEN PLANO GENERALIZADO - veja as fotos de Izaura Marcia Lima Canella (12 fotos)

DR LUIZ MOURA descobri que estou com liquen plano,isso coça muito tal ponto de deixar-me em desespero.pergunto ao senhor se eu fizer a auto hemoterapia terei cura?Qual é o tempo que devo fazer e quantos ml tenho que usar?tenho que usar algum medicamento junto?ou somente o uso do sangue é suficiênte?espero que chegue ao senhor.
quantas aplicações e ml por aplicação devo fazer para obter a cura do liquen plano.
esaupaiva@bol.com.br
28/04/2011 12:52
De: M. Fetha
IP: 189.123.87.220

Impressionante! Usuário da auto-hemoterapia comprova eficácia e efeitos benéficos imediatos da AHT.

Impressionante! Usuário da auto-hemoterapia comprova eficácia e efeitos benéficos imediatos da AHT.
impressionante!
estou na quinta aplicação, e muito impressionado com a eficácia do tratamento. Antes de iniciar o tratamento, sofria com prostatite crônica e formigamentos pelo corpo, além de uma gastrite eventual.  
assim que soube desta abordagem terapêutica, comecei a pesquisar e então resolvi ir adiante, iniciando o tratamento há 1 mês mais ou menos. O enfermeiro é muito cuidadoso e vai até você.
optei por começar com 10 ml de 7 em 7 dias, e a primeira semana foi a mais incrível de todas. Me veio uma energia impressionante, tudo ficou nos trinques, a pele ficou show. Em seguida, continuando com as aplicações, passei a sentir menos diferença, meio que como se estivesse voltando ao que era antes.
no entanto, todos os sintomas regrediram de modo acentuado. Ainda sinto momentos em que alguns deles voltam, mas sempre fracos e em tempo menor.  
creio que a linha da evolução da terapia não se dá de modo linear. Ela sempre apresentará picos e quedas, mas sempre com o gráfico apontando para cima. É só ter fé e paciência.
leva tempo para o organismo ser reorganizado, talvez por isso a não-linenaridade do tratamento.  
pretendo continuar assim por um ano, numa abordagem estilo tipo choque de ordem. Depois talvez reveja a dosagem e os intervalos assim que a fase aguda das patologias for dominada.
dr. Luiz Moura e divulgadores, muito obrigado pelas iniciativas, vocês são maravilhosos!
gente, teve um episódio bizarro quando fui correr. Como estava há muito tempo parado, tive certeza que no dia seguinte iria acordar todo dolorido - tinha corrido demais - e... nada!, zero, nenhuma dor nas pernas! uma coisa impressionante! Tenho certeza que é por causa da AHT.
dou a maior força aos interessandos. Vão em frente.
luz e paz
mauro
mauro
34 anos - rio de janeiro
http://www.hemoterapia.org/depoimentos/impressionante.asp
01/08/2009 14:43
De: adriano
IP: 189.47.118.107

Re: Re: Re: Re: ja tive beneficios

             joel,  como a auto-hemot  pod   ajudar para reduzir obesidade, lembrando que coincidencia ou nao qdo comecei a fazer  reduziu o colesterol ruim, mas tbm me  reduziu o colesterol bom HDL.   qtos ml por  aplicaçao e qtas vezes   ao mes  devo   fazer?
                                                                abraços,
                                                                         adriano
19/12/2011 15:02
De: M.Fetha
IP: 189.63.218.77

Auto-hemoterapia, Dr. Fleming e os antibióticos... Parte 84 - (LXXXIV)

Auto-hemoterapia, Dr. Fleming e os antibióticos...
Parte 84 - (LXXXIV)
Dr. Luiz Moura, num DVD, afirma: "a auto-hemoterapia era e é praticada em seres humanos". (a). Dr. Luiz Moura, num DVD, afirma: "a auto-hemoterapia é também usada em veterinária". Dr. Osvaldo A. Eckell, num LIVRO, afirma: "a auto-hemoterapia é um método de tratamento em veterinária". (b) - página 26. Dr. Munir Massud, num PARECER, afirma: "pior ainda, como distinguir efeito placebo de efeito de terapia...? (c) - página 16.
"Frase" do dia: "Eu tenho um coelho, com espírito de cobaia, primo de um bode, que é irmão de uma cobra, e que sofre de síndrome do pânico". Placebo nele... Os demais bichos, estão apenas gripados, com perebas e com verminoses. Eles não querem placebo. Após rigorosos testes científicos, minuciosos exames físicos e principalmente depois de prolongadada anamnese, - com os três animaiszinhos, naturalmente - prescrevemos para os três pobres enfermos uma Transcranial Magnetic Stimulation - TMS. A Sociedade Protetora dos Animais aprovou a iniciativa científica e filantrópica.
No nosso admirável "mundo novo" existe o misterioso mundo dos bichos. Ainda bem que os bichos não participam da política e nem lidam com dinheiro. "In anima nobili" sim. Os banqueiros, as transnacionais, e a indústria farmacêutica também sim. O problema da auto-hemoterapia é dinheiro. Muito dinheiro. Bilhões ou trilhões de dólares. E dinheiro muitas vezes fala muito alto. Não existem comprovações científicas? Que se façam pesquisas científicas. Para tanto, estão aí os animais. Argumenta o parecerista que o trabalho do Dr. Jésse Teixeira não tem valor científico por ser muito desatualizado? É só atualizá-lo. Além do que, tem sim um certo valor científico. Os animais, sobretudo os mamíferos, possuem mama (daí o nome), sangue, músculos, ossos, veias, timo, coração, pulmões, medula óssea, etc., inclusive macrófagos. Mas, não têm a racionalidade. São irracionais. Dramaticidade? Emoções? Efeito Placebo? Isso não existe entre os bichinhos.
Em seu parecer, o Dr. Munir Massud acrescenta: "...e nada há, além de indícios, casos isolados narrados com dramaticidade...". (c) - página 18. Narrados com dramaticidade por quem? Por pessoas! Faz sentido. Mas, narrados com dramaticidade por vacas e cavalos? Não faz sentido. O ilustre Dr. Munir Massud, preocupando-se demasiadamente - não se sabe exatamente o porquê - com o uso da auto-hemoterapia em seres humanos, esqueceu-se do uso da auto-hemoterapia em animais. No parecer dele não existem comentários sobre a medicina veterinária, na qual não existe o chamado efeito placebo.
O parecer do médico Munir Massud, que é o parecer do CFM, não só deixa margem a dúvidas, como também é incompleto. Em decorrência do enorme valor da terapia complementar em questão (auto-hemoterapia), por envolver a saúde a a vida de milhões de pessoas, - sem esquecer a questão financeira - deveria ser mais aprofundado. Por exemplo, suas referências abrangem um universo muito limitado, muito pequeno.
A medicina veterinária busca a saúde animal e pública por meio de estudos, diagnósticos e tratamentos.
Afirmar num parecer oficial que os sucessos nos casos de auto-hemoterapia é devido ao efeito placebo é, no mínimo, uma deselegância com os médicos veterinários, que também estudaram e estudam anatomia, biologia, biotecnologia, epidemiologia, fisiologia, genética, microbiologia, patologia comparada (animal e humana), etc. O próprio Dr. Osvaldo A. Eckell, por exemplo, autor de um livro sobre veterinária, era Professor de Patologia Médica de uma importante Universidade da Argentina. O parecer, agora, não é só duvidoso e incompleto. O parecer é insustentável.
Se as pesquisas científicas com a auto-hemoterapia estão "proibidas" em seres humanos, pelos menos que elas sejam realizadas em animais de laboratório. Neste particular, o parecer não comenta absolutamente nada. Não sugere coisa alguma. Silêncio, silêncio e silêncio. Silêncio total. O silêncio chega a ser ensurdecedor. Aliás, é um silêncio mortal.
Hoje, em relação à auto-hemoterapia, podemos afirmar com muita segurança, baseado em nossos estudos, 4 (quatro) coisas: 1ª - A auto-hemoterapia é um procedimento simples. 2ª - A auto-hemoterapia é barata (custo baixíssimo). 3ª - A auto-hemoterapia é absolutamente inofensiva (desde que seja corretamente aplicada). 4ª - Na auto-hemoterapia NÃO EXISTE O EFEITO PLACEBO. Resumo do resumo: a auto-hemoterapia é simples, barata, inofensiva e NÃO TEM EFEITO PLACEBO.
Então, não existindo o efeito placebo, qual o fenômeno que pode explicar a melhora das pessoas que fazem a auto-hemoterapia? Segundo nossos estudos, são dois fenômenos muito conhecidos na biologia e na medicina, principalmente: a DIAPEDESE e a FAGOCITOSE. Por quê? Pedindo mil desculpas aos leitores, responderemos à esta indagação oportunamente. O que podemos adiantar e afirmar com muita convicção, é que estes dois fenômenos - DIAPEDESE e FAGOCITOSE - estão intrinsecamente ligados à IMUNOLOGIA.
No parecer do Dr. Munir Massud, os dois vocábulos - DIAPEDESE E FAGOCITOSE - não são citados, nem existe a mínima explanação sobre IMUNOLOGIA. Fica então muito difícil acreditar no valor científico de um parecer que, afirma que a auto-hemoterapia é devida ao EFEITO PLACEBO - o que não é - que não faz menção à MEDICINA VETERINÁRIA - que usava e ainda usa a AUTO-HEMOTERAPIA - e que omite tais fenômenos (DIAPEDESE E FAGOCITOSE), amplamente estudados, pesquisados, e científicamente reconhecidos pela biologia e pela medicina.
O parecerista, talvez julgando-se ser o dono absoluto da VERDADE e talvez julgando-se ser o dono da CIÊNCIA, conscientemente ou inconscientemente, tentou pisotear a HISTÓRIA DA AUTO-HEMOTERAPIA, atropelou a história da MEDICINA, não fez caso da MEDICINA VETERINÁRIA, e, achando pouco, escamoteou a IMUNOLOGIA. Puxa VIDA...
No momento estamos interessados na gênese da auto-hemoterapia e, para tanto, o LIVRO "Veterinária Prática", do Dr. Osvaldo A. Eckell, trouxe-nos uma valiosa contribuição. É o que veremos no próximo artigo.
Finalmente, ponto para o Dr. Osvaldo A. Eckell, e MAIS UM PONTO PARA O DR. LUIZ MOURA.
Alô leitores musicais! Estamos em greve - O maestro, a orquestra e a música...
Bem amigos da rede AHT. Estamos ligados em vocês. Se Deus nos permitir voltaremos outro dia. Desejamos a todos muita saúde, muito dinheiro, muitas amizades, muitas felicidades, muita paz, pensamento positivo, boas conversas, boa auto-hemoterapia, bons macrófagos, ótima visão, boa leitura e bom dia. FELIZ NATAL e PRÓSPERO ANO NOVO.
Aracaju, 17 de dezembro de 2011.
Jorge Martins Cardoso - Médico - CRM 573.
Fontes: (a) - DVD/2004 - Créditos do vídeo. Entrevistado: Dr. LUIZ MOURA (Médico). Câmeras: Lincoln Caldas e Francisco Carlos Ramos Fernandes. Sonatas: Mozart. Interpretação: Adelaide Moritz. Agradecimentos: Dra. VERA MOURA (Farmacêutica) e Regina Rodrigues Chaves. Edição: Fernando Marcolini. Roteiro, produção e direção: Ana Martinez e Luiz Fernando Sarmento. (Duração: 2 horas e 37 minutos). (b) - LIVRO/1951 - Dr. OSVALDO A. ECKELL (Tenente Coronel Veterinário) - Professor Titular de Patologia Médica e Conselheiro Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Nacional de La Plata. Acadêmico de número da Academia Nacional de Agronomia e Veterinária. - 2ª Edição - Livraria "El Ateneo" Editorial - 340 - Florida - 344 - Buenos Aires - 1951 - Página 26. - (671 páginas). (c) - PARECER/2007 - Dr. MUNIR MASSUD (Médico, relator) - Auto-hemoterapia - Interessado: Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA - Parecer CFM nº 12/2007 na íntegra (26 de outubro de 2007) - Páginas 16 e 18 - (35 páginas).
23/05/2010 16:24
De: ROSE
IP: 201.95.85.218

Faço aplicaçao de autohemoterapia

oi Marlene boa tarde, se estiver enteressada e nao achou um profissional para fazer eu faço  a aplicaçao ja ah algum tempo moro no jabaquara me mande um email q te passo meu telefone tambem te endico varias pessoas q faço . um abraço Rose  mri email roseli-enf@hotmail.com
Seu IP: 3.81.73.233 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)